[Tutorial] Criando um Caso de Teste no Microsoft Test Manager 2010

Oi pessoal,

neste tutorial vou demonstrar como criar um Caso de Teste no Microsoft Test Manager 2010 (MTM 2010).

Pré-requisito: [Tutorial] Organizando um Plano de Teste no Microsoft Test Manager 2010

O primeiro passo é selecionar a Suite ou o Requirement que receberá o novo Caso de Teste. Abaixo explico melhor cada um dos campos


1) Default Configurations: Configuração na qual os novos casos de testes serão criados. Para mais informações leia o post: [Tutorial] Gerenciando Configurações de Teste com o Microsoft Test Manager 2010

2) Open: Abre o Caso de Teste selecionado.

3) Add: Adiciona um Caso de Teste existente ao contêiner selecionado.

4) New: Cria um novo Caso de Teste e o relaciona ao contêiner selecionado automaticamente.

5) Copy: Cria um novo Caso de Teste com cópia no Caso de Teste selecionado e o relaciona ao contêiner selecionado automaticamente.

6) Remove: Remove o relacionamento entre o contêiner selecionado e o caso de teste, dessa forma, o caso de teste não desaparecerá da visualização. IMPORTANTE: Remover o relacionamento não exclui o Work Item Caso de Teste.

7) Assign: Determina quem será o testador responsável pelos Casos de Teste selecionados.

8) Configurations: Determina em quais configurações os Casos de Testes selecionados serão testados. Para mais informações leia o post:  [Tutorial] Gerenciando Configurações de Teste com o Microsoft Test Manager 2010

Criando um Novo Caso de Teste


Clicando no botão "New", a tela de edição do caso de teste será exibida:


1) Title: Título do caso de testes. Minha recomendação é usar a seguinte nomenclatura: AREA_INT_TIPO DE TESTE. Exemplo: 1.1.1.1 Matriz_INT_Teste de Cenário de Matriz.

  • AREA: Identificador do Requisito
  • INT: Identificador da necessidade do caso de teste. No meu caso, eu uso INT (para testes gerados por demandas internas), EXT (para testes gerados por demandas externas) e 11111 (números, caso tenha sido gerado a partir de um número de chamado, ou ticket etc na ferramenta de suporte da empresa).
  • TIPO DE TESTE: Identifica o tipo de teste executado: Teste Exploratório, Teste Funcional, User Acceptance Testing.

2) Assigned To: Pessoa responsável pelo caso de teste.

3) State: Estado do Caso de Teste. Os estados possíveis são: Design (para quando o caso de teste está sendo preparado) e Ready (para quando o caso de teste está pronto).

4) Priority: Adiciona uma prioridade de execução ao Caso de Teste.

5) Automation Status: Determina o status de automatização de um caso de teste. Os valores possíveis são manual, automatizado ou previsto para ser automatização. Valores possíveis são: Not Automated, Planned e Automated (esse estado apenas é possível quando o test case é automatizado através do Visual Studio).

6) Area: É possível selecionar a área a qual o test case está relacionado.. Para maiores detalhes leia este tutorial: Tutorial - Gerenciando Areas e Iterations

7) Iteration: É possível selecionar a iteração a qual o test case está relacionado. Para maiores detalhes leia este tutorial: Tutorial - Gerenciando Areas e Iterations.

8) Insert Shared Steps: Um Shared Steps é um tipo WorkItem (Item de Trabalho) no Visual Studio Team Foundation Server que permite que algus Steps (passos) sejam compartilhados entre casos de teste. Utilizando este botão, é possível adicionar Shared Steps existentes.

9) Steps: A principal área do caso de teste. Os Steps são os passos necessários para a execução do caso de teste. Na coluna Action é necessário adicionar a informação do que deve ser feito, e na coluna Expect Result o resultado esperado do step, se existir. Outro ponto importante é que quando adicionamos @ antes da palavra, a mesma se transforma em um parâmetro. Isso habilita a tabela Parameters Values.

10) Parameters Values: Permite a adição de parâmetros. Com isso, o Microsoft Test Manager tentará vincular o parâmetro a um campo de tela, permitindo assim, que em uma execução automatizada de testes, os campos sejam preenchidos automaticamente. Vale ressaltar que caso haja mais de uma linha de parâmetros, no momento de executar o caso de teste serão criadas necessidades de execução de testes multiplicadas pelo número de linhas na tabela de parâmetros.

11) Save and Close: Salva as alterações no Caso de Teste.

Com isso o caso de teste já pode ser utilizado para execução.

Abraços!


Procurando uma empresa para lhe ajudar a migrar seus aplicativos para nuvem? Acesse: https://www.saguitech.com.br

Comentários

Postagens mais visitadas deste blog

[Tutorial] - Automatizando Testes com SAP e Visual Studio

[Tutorial] Executando Code Metrics com Visual Studio

[Tutorial] Automatizando testes com o Visual Studio Manualmente